A chave de todas as coisas

11 mar

Antes de nos casarmos, eu tinha a idéia de que todas as noites às 10:30, nós estariamos indo para para a cama juntos. Mas, depois que me casei, eu descobri que nunca tinha passado pela mente dela, ir para a cama às 10:30. A idéia dela era ler um bom livro das 10:30 até meia-noite, e então ir para a cama. E eu pensava, “por que não você leu o seu livro ao mesmo tempo em que eu estava lendo o meu livro e, em seguida, nós poderiamos ir para a cama juntos!”

Como sempre discutiamos sobre isto, nosso fim de noite não era exatamente uma cena agradável de ser vista. Infelizmente, não tinhamos uma solução fácil para este problema. Passaram-se vários anos antes que, finalmente, chegássemos a um entendimento.  Levei um tempo para descobrir que eu tinha grandes expectativas quanto à minha esposa, mas não tinha me preocupado em descobrir o que ela esperava de mim. Eu era focado em mim mesmo. Eu queria o que eu queria. “Vamos nos concentrar em fazer-me feliz, e então vamos  pensar em você”. Essa foi minha atitude – nunca percebendo o quão mau eu estava sendo.

“Nós amamos à Deus porque ele nos amou primeiro”. Como pude não entender isto? Meu papel deveria ser priorizar as expectativas dela: amá-la, para atender às suas necessidades, então talvez ela me responderia da mesma forma. E ela fez!

Artigo escrito por Gary Chapman baseado no livro as 5 linguagens do amor

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: